Tenho tatuagem bruta e ainda sou feminina.

Recentemente tenho presenciado com mais frequência um tipo de pré julgamento e conceito muito escrotos. Foi-se o tempo que tatuagem era coisa de bandido, e mesmo assim, ainda é um tema que carrega dificuldades de inclusão em diversas áreas da sociedade. O assunto fica ainda mais delicado quando uma mulher aparece pelas ruas com uma tatuagem mais pesada rabiscada na pele, e é obrigada a ouvir tipos de comentários como "mas não é muito grande?", "você não acha bruta demais?", "você vai acabar perdendo a feminilidade". Por favor, peço encarecidamente desde já que vocês parem com isso.

Desde os meus onze anos, eu sou fascinada por modificação corporal. Um ano depois, eu falava com toda certeza do mundo que a minha ideia era tatuar pelo menos 70% do meu corpo. Aos quatorze anos, eu fiz a minha primeira tatuagem, e não foi florzinha, três estrelinhas na nuca ou uma cereja nos peitos - foi um rabisco de dois palmos e meio na minha perna, oldschool e pesadíssimo. No meio desses anos, fiz mais algumas e, aos dezoito, praticamente fechei meu antebraço com treze morcegos (lembrando que a tatuagem ainda nem está finalizada e já é consideravelmente espaçosa). Alguma dessas experiências me tornaram menos feminina? Não. Se eu tiver que brigar, gritar, ser bruta, bater, xingar, rodar a porra da baiana com alguém, eu vou e isso é independente das tatuagens que eu carrego no corpo. Se eu sentir necessidade de levantar do meu troninho do universo feminino e ser um pouco macho, eu reafirmo que irei. 

O problema não para só quando eu escuto esses comentários, mas quando eu vejo o preconceito escancarado com uma mulher que tem uma tatuagem bruta e a falta dele com alguma que escreveu Clarice Lispector na clavícula. Estamos em pleno século XXI e é cômico como a mentalidade alheia demora a evoluir certos conceitos. A vontade é de deitar em posição fetal e chorar de vergonha das pessoas por reproduzirem incansavelmente esse tipo de pensamento. É preciso ter noção que a casca de alguém não é o que faz de um ser humano uma "maria homem" ou um "viadinho" - e aliás, que termos desprezíveis -, e que a minha ou a tatuagem bruta de fulaninha, não interferem em nada os conceitos que a gente criou com o passar dos anos e que evoluíram independente do nosso físico. 

E se você se perguntar ou me perguntar mais uma vez por qual motivos meu rabisco é muito grande, bruto e aparentemente masculino, eu vou te responder com todas as letras "porque esse é um problema meu" e não vou estar nem sendo grossa, vou partir do conceito que esse aqui é o meu corpo e eu coloco nele o que eu bem entender. O seu direito de reclamação só começa a partir do momento que eu te forçar a colocar algo no seu, e torça muito pra não ser a marca dos meus dedos por todo esse aborrecimento.

17 comentários:

  1. Acho que cada um tem seu corpo e pode fazer o que quiser com ele
    esse eh meu pensamento hahaha
    é muito triste mesmo no seculo XXI ainda escutarmos coisas assim!
    Beijos Jéssica R. Coelho

    ResponderExcluir
  2. Eu não tenho nenhuma tatuagem, mas acho LINDO, seja ela qual for. Das mais delicadas às tais "brutas", acho lindo. Nunca achei que uma tatuagem grande, mais pesada, fosse feia, nem sinônimo de masculinidade. A questão é que muita gente ainda se prende à esse tipo de pensamento e acha que ~sabe das coisas~ só de olhar para a casca do outro. Meu ovo. Cada um tem um corpo para chamar de seu e faz com ele o que quiser. Não sei qual é a de ficar querendo cuidar da vida alheia.

    ResponderExcluir
  3. Sammydress amigs não perca seu tempo com esses seres inferiores que só estão no mundo pra criticar e fazerem papel de imbecis. não se revolte que dá rugas! ahahaha
    já nao curto quando perguntam o que as tatuagens significam pras pessoas. tem muita gente sem noção por aí, ignora. o corpo é seu e você faz o que você bem entender nele. a vida é sua e quem cuida é você.
    beijos, e relaxa! :)

    ResponderExcluir
  4. ME ABRAÇA SAMMY!!!!! <3 Eu tenho ouvido tanto mas TANTO coisas do tipo "tatuagem só é legal em mulher se for feminina" "pode fazer, mas faz uma tatuagem feminina" geeeeeeeeente minha vontade é tatuar uma ppk no braço porque mais feminino que isso impossível né?? huisfhuisfuishffhuisfhui Pelo amor de deus cara, é muita falta do que fazer ficar cuidando da vida alheia. E ó, me abraça porque vou fazer uns morceguinhos lindos tbm <3 hushushdu
    Adorei o post Sammy, tu devia publicar mais textos aqui porque são ótimos.
    Beijão :D

    ResponderExcluir
  5. super concordo =D
    vc poderia fazer um post com sua tatuagens.

    ResponderExcluir
  6. Sou mais macho que muito homem e a minha tatuagem é a coisa mais delicada do mundo HAHAHAHAHAHAHAHAHAH
    Bem, mozão, o problema, eu acho, está na necessidade de se catalogar todo mundo. Tipo, parece que a pessoa tem determinada característica, então ela TEM QUE pertencer a tal grupo. Não gente, assim a gente só cria pessoas alienadas, a galera tem que diversificar e entender que, porra, não é porque eu faço direito que eu sou alguém certinho? Cara, eu sou aquela que bebe e sobe no palco. E já subi em palco do Marcelo D2, palco de banda cover de SOAD e palco de dupla sertaneja universitária pq era a vibe do momento. HAHHAHAHAHHAHAHHA
    Acabei de ter um insight e escreverei isso no blog hahahahaahahah
    OBRIGADA DE NOVO MOZÃO. haahahahahh

    beijos e amo seus posts mau humorados de "segunda" feira.

    ResponderExcluir
  7. Affff não aguento essa história de preconceito, com nada né? é uma coisa horrivel, agora com tatuagem realmente é um saco, primeiro que é algo individual, esta no nosso corpo e ninguem tem a ver com isso, mas fazer o que? espero que melhore ainda né?
    amei o post
    xx
    Tali
    http://nuasecruas.com/

    ResponderExcluir
  8. Acho tão bonito mulheres com tatuagens grandes ou coberta de tatuagens. Só não faço em mim porque acho que não combina muito, então as que tenho são pequenas (mas não muito). Não acho que tatuagem deixa alguém mais feminina ou não. As pessoas inventam cada coisa para criticar os outros que dá até nervoso. haha

    Beijos, www.bloguntilwedie.com.br

    ResponderExcluir
  9. OI, acabei de reformular meu BLOG.
    E ele está repleto daquilo que mais gosto, comportamento e motivações.
    Estou te convidando para fazer parte deste recomeço e foco.
    Então, continue, volte ou conheça o Gabrielly Rosa ♥
    Obrigada, retribuirei cada visita.
    (se já recebeu este comentário, perdão pelo incômodo, mas já voltei com o blog)

    gabriellyrosa.blogspot.com l Facebook l Twitter

    ResponderExcluir
  10. Tatuagem é uma arte. Cada um faz o que quer, tatua o que acha bonito. Se tu curte fazer uma maior, preta total, colorida total, o que for, beleza. Só acho que tem que ter contexto. Irritante é ver gente fazendo tatuagem por fazer, com desenhos da moda, nem sabe porque tatuou aquilo. Eu vejo como uma arte, uma manifestação de quem vc é. Dias atrás vi carinha com marca de batom tatuada no pescoço, nada a ver com ele. Tatuou pq todo mundo tá tatuando. Sei lá, acho isso tão sem noção. Opinião minha.
    Até fiz post comentando as minhas: http://corpgoticaltda.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. SAMMY, estou aplaudindo de pé o seu texto porque sinceramente ele é aparentemente óbvio mas todo dia somos surpreendidos por muitas ignorâncias, então ele se torna não só lindo como necessário. Pelamor, porque as pessoas tem que ficar julgando e e categorizando tatuagem como "feminina" "masculina", gente, essa questão de gênero é tão ridícula, não tem como, sabe? Chega a ser absurdo! O corpo é SÓ seu e você faz o que bem entender, simples assim :D

    Beijoss

    ResponderExcluir
  12. Eu confesso que não gosto de tatuagens, mesmo sendo "brutas" ou "fofas", mas acho que tudo tem um gosto pessoal né?
    Eu não gosto, mas respeito quem gosta :)

    http://coisasdagiovanna.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Essa semana, fiz um post a respeito disso no Uma Questão de Estilo. Quer dizer, quase sobre isso. Falei sobre o termo "tatuagens femininas", que define tatuagens pequenas e delicadas para grande maioria dos posts e sites.
    Acho que falta o bom senso nas pessoas de entenderem que gosto é uma coisa pessoal. Tudo bem não gostar de tatuagens grandes, desde que entenda que outras pessoas tem o direito de adorar. Não precisamos ser todos iguais.
    Uma Questão de Estilo

    ResponderExcluir
  14. Se tatuagem definisse "caráter" o problema no mundo ia ser minusculo. As pessoas precisam de coisas sérias pra esquentar a cabeça, porque a falta disso tá gerando espaço pra merda fluir. O corpo é teu e tu tá certíssima de tatuar o que, como e onde quiser.

    http://www.novaperspectiva.com/

    ResponderExcluir
  15. Gata, eu meio que passo por isso, mas muito raramente!
    Mas entendo perfeitamente você!
    Eu tenho a máscara do Joe Jordison tatuada no meu ombro direito e vejo alguns olhares estranhos, a maioria gosta... tenho 7, por enquanto!
    Mas eu aprendi a ligar o sinal de F.. e desenvolver a surdez seletiva para alguns comentários, porque com certeza eu estou longe de dar fim a minha vida em estúdios de tatuagem!
    http://www.powerinred.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Acho que tatuagem para mim é uma questão de escolha de cada um, faz quem quer e não deve haver preconceito só por isso. Amei o post, escreve bem. Já vou seguir, ficaria muito feliz se retribuise, beijos.
    http://cantinhudamarih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oh Gosh, amei o texto ♥

    Fico de cara que ainda tenha gente babaca pra pensar pequeno assim... uma mina masculina pode ser doce, como uma delicada pode ser bruta, e independente do cabelo ser loiro, trançado e com enfeites de florzinha, dreads ou tattoo do capeta, isso não faz ninguém nem MAIS nem MENOS mulher por pura estética..

    Beijos, Hell ;*


    www.faroestemanolo.com.br

    ResponderExcluir