As tendências nos transformam em cópias.





Passei metade dessa madrugada pensando sobre o que eu poderia postar, já que o blog anda meio mortinho. Sem inspiração, resolvi ir dar uma atualizada no meu tumblr, esse queridinho da minha vida que sobrevive nas minhas mãos há quase cinco anos (se quiserem conhecer, aqui). Nessa brincadeira, vi uma série de fotos das quais já havia visto antigamente e que, dessa vez, me chamou à atenção. Quem tem blog (e quem não tem também), sabe como é vicioso o ato de saber o que está na moda agora e o que não está. A arte de divulgar isso é, na realidade, a prova de que nós somos e nos aceitamos como cópias uns dos outros. Sem querer julgar ou me fazer de "não uso trends", porque uso sim e foi justamente o fato de eu estar inclusa numa massa populacional de gêmeos não idênticos que vestem roupas iguais de cores diferentes, que eu resolvi fazer essa postagem.
Parei pra perceber que hoje em dia é difícil inovar no mundo da moda. Estamos sempre vestindo as mesmas estampas, reciclando tudo aquilo que já foi criado há décadas por outra pessoa e nos chocando com qualquer coisa que fuja desse padrão. Ficamos escandalizados quando algo meio weirdo é jogado na roda, e se ninguém tiver culhão pra aderir e espalhar o poder disso pelo mundo, game over pra sua inovação. Por que é brega usar meia calça do mickey, com blusa xadrez e bolsa de listras? Não é o fato de as estampas não combinarem, mas justamente o "quem disse que elas não combinam?". Estamos tão em busca de nos destacarmos com o que foi lançado, que nos esquecemos que o diferente é que realmente chama à atenção. Não que você precise ser uma alegoria em forma de gente, mas e se quiser ser? Vivo martelando nessa mesma tecla por aqui e não me canso de repetir: A moda só é válida quando você se sente bem com o que está vestindo, independente de ser a trend da vez ou não. A moda só é extraordinária, quando você se sente assim criando a sua própria moda.
 














7 comentários:

  1. Concordo que as tendencias padronizam, porém acho que se a pessoa conseguir ajusta-la a personalidade, fica incrível, estiloso e fora do padrão. Mesmo assim é complicado, somos tipo umas "barbies' que segue o que as atrizes e estilistas dizem ser bonito, ser bacana, ser o certo. E isso detona a individualidade de cada um.
    http://www.hurricanestars.com/

    ResponderExcluir
  2. Caramba, falou tudo!
    E ainda tem pessoa que se julga a diferente, sendo que na verdade ela esta apenas sendo mais uma no meio de tantas outras que se acham a diferente.

    Prazer, Jéssica

    ResponderExcluir
  3. Super concordo!
    Acho que não tem uma pessoa que consiga fugir completamente desse ciclo de cópia que somos hoje em dia. O que falta nos dias de hoje é ousar. Nós temos muito medo de sair dos "padrões" e ficamos só no comodismo esperando mais uma trend ser "relançada".
    Amei o texto.

    Beijão <3
    http://dearitgirl.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Concordo em gênero, número e grau; apesar de reconhecer que não é fácil olhar para o "diferente" como se fosse algo "comum". Acho que já estamos acostumados com o padrão, mesmo quando procuramos não segui-lo.
    Uma Questão de Estilo

    ResponderExcluir
  5. é muito complicado esse negócio de individualidade. As pessoas muitas vezes acham que tem, mas na verdade copiam as tendências, vestem-se para se encaixar num meio social, e ainda, para piorar, olha feio para quem não se veste igual a ela. Eu sempre fui meio contrária a isso, não que eu não seja influenciada por esse tipo de coisa, mas eu sempre tentei pensar antes. Porque eu tenho um estilo meu, que eu gosto de vestir, e as vezes a gente acaba reprimindo porque, ou não é adequado para o lugar ou as pessoas vão estranhar se eu for com esse chapéu só porque elas não tem costume de usar esse tipo de coisa. Acho que é o que você falou, a gente tem que estar bem consigo mesma, abraçar nosso estilo e ignorar todo o resto.

    http://www.prefirobsides.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Exatamente gata!
    A moda só faz bem quando você se sente bem, principalmente em sua própria pele, o que vem por cima é consequência!
    Mas eu admito que algumas coisas me tiram do sério, como a próxima desgraça fashion anunciada, tipo o tênis estilo All Star de salto alto fino, porque aquilo é uma desgraça, não importa quem esteja vestindo!
    http://www.powerinred.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Demais! É bem por aí, uma padronização sem limites! Mas, já que é quase impossível fugir totalmente das tendências, acho que o ideal realmente é filtrá-las e adaptá-las ao nosso próprio estilo! Beijos

    ResponderExcluir